Pesquisar
Close this search box.

Paul McCartney Lendário

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Cultura
  8. /
  9. Paul McCartney Lendário

Por Samuel M. Bertoco

Pra grande maioria das pessoas que gostam de rock os Beatles é a maior banda que já pisou na face da Terra. Músicas icônicas, soluções musicais incomparáveis, uma genialidade sem igual e ,claro, desentendimentos homéricos. Quando eu tive idade – e $ – para ir num show internacional qualquer que fosse, já fazia uns quarenta anos que a bande se separou, e uns trinta que John havia sido assassinado; ou seja, nada de turnê de reunião.


Paul, dos que sobraram, foi o que teve a carreira mais prolífera, e também o que se aproxima mais do que eram os Beatles, até porque ele era a voz de pelo menos metade das músicas. E, aos 81 anos e com mais de 60 anos de estrada eu tive oportunidade de assistir esse pedacinho de história sendo contada, uma parte de lenda, se não no seu auge, ainda em muitíssimo bom estado. Me emociono e me orgulho em dizer que no dia treze de Dezembro de 2023 eu vi de perto – não muito perto, ok – a maior lenda da música viva de todos os tempos, ah, e com um “q” a mais, rola na boca pequena que ele pode anunciar a aposentadoria ainda no Brasil, em seu show no Maracanã, podemos ter visto o apagar das luzes.


Inteirão, Paul fez jus ao tamanho que ele é. Duas horas e meia do melhor que a música já produziu. São quarenta músicas distribuídas entre o repertório dos Beatles, do Wings, e de sua carreira solo. Só pedrada. Não tem muito o que destacar em um show que é só destaque, mas impressiona muito a potência de Live And Let Die e emociona a lindíssima Something, composta pelo amigo George que ele incorporou há muito em seu reportório. Mas os caras inventaram de dar um jeito de colocar o John cantando I Got a Feeling junto com o Paul, aí meu amigo, o coração chega a chóra.


Dos shows que eu já foi, e que ainda pretendo ir, é possível que veja melhores e piores, mais longos, mais curtos, mais de perto, até algum que eu goste mais; mas nenhum vai ser igual, porque nenhum vai ter Paul e, pelo menos, um pedacinho dos Beatles.

Samuel M. Bertoco é formado em Marketing e Publicidade

Picture of Samuel Bertoco

Samuel Bertoco

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

literatura

Coisas do coração

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein “O coração fica sempre no mesmo lugar?”. Essa é a pergunta que a curiosa Valentina faz para sua mãe, bem

literatura

Rabos literalmente presos

Sobrelinhas – por Maria Fernanda Teixeira de Toledo Quem não tem rabo preso que atire a primeira pedra! Agora, cá entre nós… o que te

literatura

No País das Maravilhas?

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein É bem provável que você já tenha assistido à versão dos Estúdios Disney do livro clássico de Lewis Carroll ‘Alice

Religião

Andar em Cristo

Por Humberto Xavier Rodrigues Ao entregamos nossas vidas ao Senhor, tudo o mais não é senão um conhecimento do que Ele é em nós, como