Pesquisar
Close this search box.

Cambé: a 51ª melhor cidade para se envelhecer no Brasil

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Cambé: a 51ª melhor...

Além da ‘boa ideia’ no país, município de Cambé é o 3º do Paraná na lista, atrás apenas de Curitiba (12ª no Brasil) e de Maringá (49ª no país)

Mais paz, conforto e comodidade para viver a melhor idade. De acordo com o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), do Instituto de Longevidade MAG, Cambé foi ranqueada como a 51ª melhor cidade brasileira para envelhecer. O município se destaca como o 3º do Paraná na lista, atrás de Curitiba (12ª no ranking nacional), quase empatando com Maringá (49º) e ficando à frente de Londrina (54º). Além disso, entre 60 e 75 anos a cidade é a 48ª melhor para viver, e acima de 75 anos a cidade sobe para a 38ª colocação.


“Temos que cuidar dos nossos idosos, das pessoas que ajudaram a construir a nossa cidade. Nós oferecemos a eles atividades saúde e bem-estar, atividades físicas e culturais, além do incentivo à empregabilidade e toda uma rede de apoio”, destacou o prefeito Conrado Scheller.


O índice é um instrumento que mede o grau de preparação dos municípios brasileiros para a crescente longevidade das comunidades, ou como acolhem a população idosa, que segue crescendo no Brasil. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do ano passado, a população idosa no Brasil passou de 11,3% para 14,7% em 10 anos, com 31 milhões de idosos. Já no Paraná, o aumento foi de 2,9% no mesmo período, com 1,8 milhão de habitantes acima de 60 anos. A estimativa do Ministério da Saúde é de que em 2030, a faixa etária acima de 60 anos ultrapasse crianças e jovens de 0 a 14 anos, e o país tenha a 5ª população mais idosa do mundo.


Através do levantamento são reveladas as condições das 876 principais cidades brasileiras, visando medir a capacidade de atendimento às necessidades básicas de vida. Para isso, são analisados atributos como indicadores gerais, bem-estar da população, educação e trabalho, cultura e engajamento, habitação, saúde e finanças.


Em Cambé, a principal categoria foi a de indicadores gerais (89,6), com destaque para o coeficiente de Gini, que mede igualdade, e taxa de desemprego abaixo da média na faixa etária. Além disso: bem-estar, com destaque para menos acidentes com animais peçonhentos e menos frequência de violência na faixa etária; educação e trabalho, com destaque para porcentagem de docentes com curso superior na EJA e taxa de desocupação; cultura e engajamento, com destaque para casamentos de idosos e acesso à internet; habitação, com destaque para grupos etários acima de 65 anos na população; saúde, com destaque para mamografias realizadas, reabilitação e cobertura dos CAPS; e finanças, com destaque para menos população de baixa renda na faixa etária, e o Indicador Social de Desenvolvimento dos Municípios – ISDM, que está em 5,72 – maior que 18 capitais brasileiras.

O atendimento ao idoso em Cambé
Em Cambé, o atendimento e serviços destinados à população idosa são norteados pelo Plano Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa. O documento estabelece as diretrizes e políticas públicas que serão adotados entre 2022 e 2025, com o Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa sendo o órgão responsável pela atribuição e fiscalização das ações realizadas.


Através do Plano, desde o último ano estão sendo feitas ações para ampliar o acesso das famílias em situação de vulnerabilidade social aos programas de Proteção Básica; ampliar a linha de cuidado às pessoas com doença crônica e reduzir a taxa de mortalidade; oportunizar atendimento educacional à comunidade idosa; atender, no mínimo, 3% das unidades habitacionais que poderão ser entregues entre 2022-2025 e 100% de acessibilidade conforme Decreto Nacional Nº 9.921; e atingir participação de 20% dos idosos em atividades culturais e aproximadamente 500 idosos à atividades físicas.


No município, a população idosa tem acesso a programas como o Viva a Vida Cambé Oportuniza, os Centros de Convivência ao Idoso e ao Reabilita. Além disso, a Secretaria Municipal de Assistência Social destaca importantes avanços em outros setores, como de mobilidade urbana com vagas e rampas de acesso que auxiliam os idosos diariamente.


A secretária de Assistência Social e Cidadania, Lucilene Diorio, reforçou a relevância dessas práticas, retribuindo aos cambeenses o que eles já tanto fizeram pelo município. “É de grande motivação para nós receber essa notícia de Cambé estar no ranking das cidades brasileiras que buscam a qualidade de vida para idosos. É um fechamento de uma temática que viemos trabalhando como política pública de direito, pensada realmente para os nossos idosos em saúde, educação, esporte e lazer, entre outras áreas, para proporcionar, de fato, uma grande qualidade de vida para o envelhecimento dessa população que tanto contribuiu no desenvolvimento da nossa cidade. Como diz o nosso hino, o Brasil sabe o que deve para os filhos de Cambé. Parabéns também para nossas pessoas adultas com mais de 60 que colaboraram e contribuem tanto para o nosso município”, relatou.


Ainda neste mês, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer organizou a 8ª edição das Olimpíadas dos Idosos. O evento reuniu 265 idosos atendidos pela Prefeitura em algum dos programas realizados, por 13 dias, para a disputa de 11 modalidades, em jogos que se destacam pela competitividade, mas também pela convivência e socialização.


Ao todo, de acordo com a secretária de Esportes e Lazer, Telma Gamba, são feitas atividades especiais para atender os idosos do município, com aproximadamente 1.800 deles participando dos programas semanalmente, através de profissionais qualificados, com perfil acolhedor e atencioso.


“Os idosos do município, a cada ano que passa, estão colocando cada vez mais como prioridade de vida a prática de atividades esportivas. Por isso, trabalhamos com programas que visam não somente a melhora da saúde física, mas também a saúde mental, psicológica e o convívio social, possibilitando a todos uma melhora significativa da qualidade de vida. Aqui em Cambé, com certeza, nossa população envelhece de forma ativa, buscando e encontrando o melhor para sua saúde”, afirmou a secretária.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

De eleição, de atentados e de PodFalah JR

Editorial – Edição: 971 – sexta-feira, 21/06/24 Querida leitora e caro leitor Respeitável público: a eleição do dia 06 de outubro já começou. Em Rolândia,