Pesquisar
Close this search box.

Cambé desobriga o uso de máscaras ao ar livre

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Cambé desobriga o uso...

Prefeitura de Cambé segue decreto estadual e libera a obrigatoriedade do uso de máscaras em lugares ao ar livre desde a quinta-feira

A prefeitura de Cambé anunciou que liberou, desde a quinta-feira (17), a obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços ao ar livre. A liberação aconteceu após o governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionar, a quarta-feira, a lei que derrubou o uso obrigatório do acessório preventivo no Paraná.

Desde o início da pandemia de Covid-19, a prefeitura de Cambé seguiu os decretos do governo do Estado sobre medidas de prevenção e desta vez não será diferente. “Sempre optei por seguir as decisões do governo estadual, pois avalio que há lá uma equipe grande e capacitada para avaliar a situação e decidir o que é indicado em cada momento. Desta forma, vou liberar o uso das máscaras, mas peço responsabilidade a todos e lembro que quem não se sentir seguro ainda em retirar as máscaras, que continue utilizando”, destacou o prefeito Conrado Scheller.

O decreto estadual 10.530/2022 traz detalhes sobre os locais em que o uso da máscara pode ser flexibilizado e as situações em que ainda é necessário utilizar esse equipamento de proteção. Segundo o texto, o uso em espaços ao ar livre será opcional desde a quinta-feira (17), enquanto em locais fechados (eventos, transporte público, trabalho ou comércio), o uso será obrigatório.

A liberação também vale para crianças menores de 12 anos, a critério dos pais, em espaços abertos ou fechados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) não impõe a obrigação nessa faixa de idade, mas recomenda o uso. A Secretaria de Estado da Saúde vai emitir algumas resoluções para regulamentar as regras de uso em alguns espaços públicos.

O uso de máscaras era obrigatório no Estado desde 28 de abril de 2020. A mudança conta com aprovação do comitê científico da Secretaria de Estado da Saúde e leva em consideração o controle no quadro epidemiológico, com baixo índice de ocupação dos leitos exclusivos para a Covid-19, ampla vacinação dos paranaenses e manutenção do quadro de estabilidade do cenário após o Carnaval.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Acusados da morte de Eduarda vão a júri

Editorial – edição: 957 – sexta-feira, 01/03/24 Depois de quase cinco anos, que serão completados no mês de abril, Ricardo Seidi e sua mãe Terezinha