Pesquisar
Close this search box.

Cambé: Legislativo notifica Sanepar devido a buracos nas ruas

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Cambé: Legislativo notifica Sanepar...

Notificação extrajudicial alerta a Sanepar sobre buracos feitos deixados pela empresa e que têm causado uma série de transtornos aos cambeenses

Cambeenses querem que os buracos sejam fechados e recapeados

Os vereadores da Câmara Municipal de Cambé enviaram, nesta semana, uma notificação extrajudicial à Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) cobrando a execução de reparos em buracos que foram abertos por equipes da empresa em vários ponto da cidade.


“A notificação extrajudicial já foi encaminhada pelos Correios para a empresa e nela pedimos um prazo de no máximo 30 dias para que a Sanepar resolva os problemas de buracos na cidade de Cambé”, explica o vereador Dr. Fernando Lima (DEM), presidente da Câmara.


De acordocom o presidente do Legislativo de Cambé, a primeira manifestação do problema veio por parte do vereador Ademilson de Almeida (MDB), o qual, inicialmente, já tinha feito um requerimento pedindo a solução do problema.


“Recebi reclamações dos moradores que a empresa, após fazer os serviços, deixou vários buracos na frente da residência deles, e isso tem gerado muitos transtornos. Por isso, a população nos procurou para que buscássemos uma medida para resolver isso, pois a situação está afetando a vida de moradores que têm problemas respiratórios devido à poeira e à sujeira presente no local”, informou Ademilson.


O vereador reforça que o único pedido feito para a Sanepar é para que a empresa realize o serviço 100%. “É simples, quem abriu os buracos, precisa fechar, queremos simplesmente que a empresa não crie problemas para os moradores que nos procuram constantemente devido a essas situações que já têm se tornado rotineiras (…) Precisamos dar um basta nessa situação”, reforça Ademilson.


Ainda segundo o presidente da Câmara, se a Sanepar não solucionar o problema dentro do prazo de 30 dias, os vereadores vão ajuizar uma ação coletiva indenizatória para a população. “Se isso ocorrer, a Sanepar terá a obrigação de fazer este serviço para cumprir com o contrato já estabelecido”, ressalta Dr. Fernando Lima.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

De olimpíadas e outros esportes

Editorial – Edição: 962 – sexta-feira, 12/04/24 Querida leitora e caro leitor Nossa matéria de capa, ou de 1ª página quando se fala em jornal,