Pesquisar
Close this search box.

De Saúde, segurança e guerras

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. De Saúde, segurança e...

Editorial – Edição: 939 – sexta-feira, 13/10/23

Olá, querido leitor e cara leitora do JR

Vamos diretamente para a área da Saúde. O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, esteve em Rolândia na quarta-feira desta semana e anunciou a liberação de R$ 3,5 milhões em recursos para a construção do PAM – pronto atendimento municipal. A obra deve ficar em torno de 5 milhões e essa diferença deve vir da contrapartida e também, talvez, de emendas de deputados estaduais.


Beto também falou sobre um recurso do Estado de R$ 7,5 milhões para o (futuro) Centro de Especialidades de Rolândia, mas não deu maiores detalhes sobre o assunto, mesmo quando foi perguntado. Segundo o prefeito Ailton Maistro, o Kasato Maru vai se tornar a ‘Cidade da Saúde’ em Rolândia. Lá estarão as sedes do TEC, do Samu, o CAPs, o PAM e o Centro de Especialidades.


Ainda em saúde, Ibiporã inicia, na próxima semana, as obras de reforma e de ampliação de quatro Unidades Básicas de Saúde, que é uma grande preocupação do prefeito José Maria.


Antes de entrarmos na parte final do editorial, em que iremos falar da guerra de Israel contra o Hamas, queremos parabenizar as cidades de Cambé e de Arapongas pelos 76 anos comemorados nesta semana: Cambé no dia 11 e Arapongas no dia 10. Parabéns. Lembrando que é aniversário de emancipação política.

Guerra
É difícil saber quem está certo ou errado em uma guerra. É mais fácil falar que os dois lados estão errados, e também certos.


Muitas cabeças não conseguem condenar os atos brutais dos dois lados nesse conflito. Conseguem apenas ficar de um lado e condenar o outro lado.


Gente, é possível existir um pensamento crítico que perceba que os dois lados cometem excessos e, por isso, devem ser criticados e condenados. Hamas cometeu terrorismo? Cometeu, não importa em nome do quê. Não se pode matar crianças ou idosos, ou mulheres, ou jovens, em nome de uma luta pela libertação.


A mesma frase se aplica a Israel: não se pode matar crianças ou idosos, ou mulheres, ou jovens, seja por tiros, bombas, ou lentamente, em guetos.


Quem não quiser tem um pensamento raso, leia mais sobre como essa região se formou e como ela tem se formado ao longo dos últimos 70 anos. Vai melhorar sua opinião e pensamento crítico.

Boa Leitura.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

ACIR sorteou jantar aos namorados

Sorteio fez parte da ação da Associação para promover a especial data A Associação Empresarial de Rolândia (ACIR) realizou, na quarta-feira (12), o seu sorteio

Cotidiano

De pré-candidatos a vice em Rolândia

Editorial – Edição: 970 – sexta-feira, 14/06/24 Querida leitora e caro leitor Vocês já notaram que o clima de política e de eleição já começa

Cotidiano

Advogado rolandense vai para a AGU

Lucas Yudi Tokano Pereira, ex-diretor da Câmara de Rolândia, foi empossado como advogado da União na última sexta-feira O advogado rolandense Lucas Yudi Tokano Pereira,