Pesquisar
Close this search box.

Escalando o Bom Velhinho

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Escalando o Bom Velhinho

EDITORIAL – Edição: 899 – sexta-feira, 09/12/22

Chegada do Papai Noel, em Rolândia, nesta quinta-feira (08)

Olá, querido leitor e cara leitora do JR

Definitivamente entramos no clima do Natal e também da Copa do Mundo, dois sentimentos que nunca pensamos que um dia teríamos ao mesmo tempo. Afinal, tempo de Copa do Mundo é junho/julho e tempo de Natal é dezembro. Claro como água pura.


Mas as chegadas dos Papais Noeis nos municípios nos fazem perceber, mais do que nunca, que estamos no Natal. Temos as cidades decoradas e iluminadas, temos presépios e lojas enfeitadas, temos árvores de Natal e temos o Bom Velhinho.


Temos também os Bazares Natalinos com suas guirlandas e meias para presentes para pôr presentes. Enfim, é tempo de Natal.


Muitos reclamam que o Papai Noel ‘tomou’ o lugar de Jesus no Natal e que a data (25 de dezembro) é do aniversário de Cristo e não do Santa Claus… Na verdade, não é aniversário de nenhum dos dois, já que a verdadeira data de nascimento de Jesus não é conhecida. Mas a reclamação é, com razão, pelo verdadeiro espírito natalino. Natal é tempo de empatia, de compreensão, de amor entre os homens. É esse espírito natalino, de solidariedade, que faz algumas pessoas reclamarem do excesso de exposição do Papai Noel em detrimento de Jesus.


Esse espírito de solidariedade ‘afeta’ a muita gente e há muitas doações nessa época do ano. Campanhas e ações, como a Live Show de segunda-feira em Rolândia, conseguem arrecadar mais alimentos, mais brinquedos, e beneficiar mais pessoas, principalmente as crianças.


Mas também estamos no clima da Copa do Mundo. O Brasil chegou às oitavas e enfrenta a Croácia sob o olhar confiante e desconfiado dos brasileiros. A vitória sobre a Coreia do Sul voltou a dar ânimo aos torcedores brasileiros, que estavam desanimados desde a derrota para a seleção de Camarões por 1 a 0.

Nada melhor do que uma goleada para colocar a casa em ordem: 4 a 1 foi pouco e, se quisesse, o Brasil teria feito mais. Vamos ver contra a Croácia. Possivelmente, quando você estiver lendo esse editorial, talvez você já saiba o resultado do jogo e esteja alegre/triste. Vamos arriscar um palpite: Brasil ganha de 3 a 1 e espera pela Holanda nas semifinais. Medo da Argentina? Não. Acreditamos que a Holanda, ou melhor, Nederland, ou Países Baixos em português, esteja jogando mais que os nossos Hermanos. Como dissemos, foi um palpite apenas.


Pra fechar, na segunda-feira tem eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Rolândia. Teremos surpresas vindo por aqui, como o Marrocos na Copa, ou a coisa seguirá um ritmo ‘normal’, como a classificação da França e do Brasil?

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Conheça os ganhadores do sorteio da ACIR

Associação Empresarial de Rolândia realiza seu sorteio do Dia das Mães e premia 19 pessoas; uma delas levou uma joia A Associação Empresarial de Rolândia

Cotidiano

Doar e diminuir a dor

Editorial – Edição: 966 – sexta-feira, 10/05/24 Querida leitora e caro leitor A tragédia que se abateu sobre o Rio Grande do Sul tem suscitado