Pesquisar
Close this search box.

Pais mais atentos

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Pais mais atentos

Editorial – Edição: 914 – sexta-feira, 14/04/23

Olá, querido leitor e cara leitora do JR

Os recentes episódios acontecidos no Brasil, sejam eles ‘apenas’ ameaças ou atos concretos, direcionaram várias perguntas em direção ao mesmo ponto: a responsabilidade dos pais e mães em atos praticados por seus filhos e a responsabilização dos pais e mães em atos praticados por seus filhos. Parece igual, mas não é.


A responsabilidade dos pais em saber por onde seu filho anda, seja concretamente ou virtualmente, é clara. Saber com quem fala, que grupos frequenta, o que discute e sobre o que conversa, é reconhecido, mais do que nunca, como a tarefa dos pais.


Essa responsabilidade também deve ser na hora de revistar a mochila ou a bolsa que seu filho leva para a escola, já que os professores não o podem fazê-lo. Só os pais. Eles também devem ver o que os filhos trouxeram para dentro de casa em suas mochilas e bolsas. Responsabilidade dos pais.


Mas responsabilizar os pais? Nesta semana, em um município do Rio Grande do Sul, a polícia militar foi levada até uma casa através de verificação de um perfil nas mídias sociais. Ao chegar na casa do adolescente, encontraram em seu quarto um verdadeiro altar ao nazismo, com bandeira da suástica e o c4r41$0… É mole? (Não gosto, mas na próxima oração terei que usar dois nãos) Não dá para dizer que não dava para saber que o filho tinha aquilo.


Os policiais não titubearam e levaram os pais presos e apreenderam o adolescente. Os pais foram responsabilizados pela conduta do filho.


É essa posição que tem sido defendida por policiais: a reposabilização dos pais pela conduta dos filhos.
O pior nessa ‘história gaúcha’ é que a polícia descobriu que foi o próprio pai que deu a bandeira nazista ao filho.


Parece ser óbvio, mas às vezes o óbvio precisa ser dito: a soma de discursos recorrentes de ódio mais a cultura das armas não pode dar boa coisa. E não tem dado.


É melhor os pais terem responsabilidades do que ser responsabilizados, não acham?

Boa Leitura

Josiane Rodrigues – editora

José Eduardo – editor

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

De pré-candidatos a vice em Rolândia

Editorial – Edição: 970 – sexta-feira, 14/06/24 Querida leitora e caro leitor Vocês já notaram que o clima de política e de eleição já começa

Cotidiano

Advogado rolandense vai para a AGU

Lucas Yudi Tokano Pereira, ex-diretor da Câmara de Rolândia, foi empossado como advogado da União na última sexta-feira O advogado rolandense Lucas Yudi Tokano Pereira,

Cotidiano

Araponguense é eleita Miss Paraná 2024

Isabelle Queiroz conquistou o título no sábado em evento em Maringá e vai representar o Estado no Miss Brasil 2024 A araponguense Isabelle Queiroz Bartoli,

Cotidiano

De Mercadão (em 2026), Vacinações e Atletas

Editorial – Edição: 969 – sexta-feira, 07/06/24 Querida leitora e caro leitor O mercado municipal de Rolândia, chamado de Mercadão Ferroviário, deve ser inaugurado em