Pesquisar
Close this search box.

Rolândia: PN Sensoriada funcionando e outra em teste

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Rolândia: PN Sensoriada funcionando...

Dispositivos, instalados pela Rumo Logística, buscam trazer mais segurança ao trânsito, principalmente durante a passagem de trens

PN Sensoriada ‘fecha’ o sinal quando o trem está a 400 metros de distância e só abre depois que todo o comboio tiver passado

O município de Rolândia já tem uma passagem em nível sensoriada, a chamada ‘PN Sensoriada’, em funcionamento desde dezembro. Instalado pela empresa Rumo Logística, o equipamento está no entroncamento da Av. Pres. Vargas com a rua Epitácio Pessoa e rua Dr. Ciro Bolivar Araújo Moreira e tem como objetivo reduzir acidentes de trânsito nos cruzamentos com a linha férrea – Rolândia tem pelo menos 10 desse tipo de cruzamentos.


Uma outra ‘PN Sensoriada’ foi instalada pela Rumo e está em fase de testes. O equipamento está no entroncamento da Av. Pres. Vargas com a av. Francisco Serpeloni e a av. Adelaide Farina, nos arredores da Igreja da Ressureição. Nessa fase, a PN fica com o amarelo piscante em funcionamento – a previsão é entrar em funcionamento definitivo em janeiro.


A ‘PN Sensoriada’ consiste na sincronização da sinalização rodoviária com a passagem do trem. A empresa instalou câmeras com inteligência artificial e sensoriamento Doppler na detecção do trem a cerca de 400 metros de distância da passagem de nível. Quando o trem atingir essa área, o semáforo para veículos e pedestres mudará de cor para amarelo e em seguida vermelho, e só ficará verde quando a composição passar por completo do ponto semaforizado.


A medida confere mais segurança ao trânsito. Recentemente, nesse cruzamento perto da Igreja da Ressurreição houve um acidente entre o trem da Rumo e uma carreta carregada de frangos vivos. Um acidente similar também aconteceu em agosto de 2020 – felizmente, nenhuma pessoa se feriu nos dois casos.

Acidentes
Infelizmente, a história de Rolândia há acidentes fatais e que deixaram marcas na memória dos rolandenses e de pessoas da região. Houve acidentes com óbitos, por exemplo, em julho e setembro de 2022. Um dos mais impactantes foi o de Vanessa Delfino (32) e de sua filha Laura, de 6 anos, mortas quando o trem se chocou contra seu veículo, isso na noite de 27 de novembro de 2021. Esse acidente aconteceu no entroncamento da Pres. Vargas com a rua Dom Pedro I, onde não foi instalada nenhuma PNS, mas no local um dos semáforos foi recuado e houve pinturas no chão, proibindo que veículos fiquem estacionados em locais perigosos enquanto aguardam pelo ‘verde’ do farol.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

De pré-candidatos a vice em Rolândia

Editorial – Edição: 970 – sexta-feira, 14/06/24 Querida leitora e caro leitor Vocês já notaram que o clima de política e de eleição já começa

Cotidiano

Advogado rolandense vai para a AGU

Lucas Yudi Tokano Pereira, ex-diretor da Câmara de Rolândia, foi empossado como advogado da União na última sexta-feira O advogado rolandense Lucas Yudi Tokano Pereira,

Cotidiano

Araponguense é eleita Miss Paraná 2024

Isabelle Queiroz conquistou o título no sábado em evento em Maringá e vai representar o Estado no Miss Brasil 2024 A araponguense Isabelle Queiroz Bartoli,

Cotidiano

De Mercadão (em 2026), Vacinações e Atletas

Editorial – Edição: 969 – sexta-feira, 07/06/24 Querida leitora e caro leitor O mercado municipal de Rolândia, chamado de Mercadão Ferroviário, deve ser inaugurado em