Pesquisar
Close this search box.

Rumo instalará duas PNs Sensoriadas em Rolândia

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Rumo instalará duas PNs...

Rumo Logística irá instalar equipamentos de segurança em duas passagens de nível, na Vila e próximo à Igreja da Ressurreição

Implantação de semáforo testes da PN sensoriada no cruzamento da Rua Sebastião Marcos Luiz no Cajuru. Curitiba, 02/08/2021. Foto: Levy Ferreira/SMCS

Rolândia vai ter, pelo menos, dois locais com equipamentos que serão instalados para aumentar a segurança para quem atravessa a linha férrea. Chamada de PN (Passagem em nível) Sensoriada, essa tecnologia é composta por sensores instalados nas proximidades dos cruzamentos rodoferroviários que identificam a aproximação do trem e acionam o semáforo instalado para motoristas no cruzamento com a ferrovia.


A notícia foi dada por Marcelo Fiedler, coordenador de Relações Institucionais e Governamentais da Rumo, ao prefeito Ailton Maistro no início desta semana na prefeitura de Rolândia. Essa reunião havia sido agendada depois de vários encontros em Curitiba que tinham como pauta melhorias que possam trazer mais segurança para o trânsito da cidade nos 11 pontos de cruzamento da ferrovia com a passagem de veículos ou pedestres, chamadas de passagens de nível.


A PN Sensoreada consiste em quatro sensores instalados nas proximidades da ferrovia em uma distância de aproximadamente 400 metros que identificam a aproximação do trem. Por meio de um sistema de inteligência artificial com visão computacional e de monitoramento do local, os sinais são captados pelo equipamento e acionam a sinalização do semáforo, alertando o motorista para a necessidade de parar e alternando novamente para verde após o trem completar a travessia.


Os estudos da Rumo indicaram dois cruzamentos para esta fase do projeto. Esses locais representam 64% dos acidentes registrados nos últimos cinco anos em Rolândia. Um dos equipamentos será instalado na rua Dom Pedro I, que faz a ligação entre o Jardim Alvorada e a Av. Pres. Getúlio Vargas. Já o outro ficará na avenida Francisco Serpeloni, ligação entre o Jardim Itália e a Av. Pres. Getúlio Vargas, que tem a Paróquia da Ressureição como ponto de referência.


Na terça-feira (1º), o prefeito Maistro já enviou uma autorização à Rumo para iniciar os trabalhos de instalação das ‘PNs Sensoriadas’. Esse ofício teve uma cópia enviada ao Dnit. “Na próxima semana, a empresa conversa com a prefeitura para falar quais as modificações que devem ser feitas para que os equipamentos sejam instalados”, explicou Zeca Salgueiro, secretário de Planejamento. Os aparelhos serão similares aos instalados em Curitiba e em Jandaia do Sul.


Além do prefeito Ailton Maistro, a reunião teve a presença do procurador-geral Wilson Sócio Junior, dos secretários Zeca Salgueiro (Planejamento) e José Luiz Polvani (Infraestrutura e Serviços Públicos), do capitão Oliveira, do 15º BPM, e dos vereadores Reginaldo Silva, Professora Janaina Beneli, Cristina Pieretti, Guilherme Spanguemberg, Isaac Altino, Ratolino, Rodrigão e Sandro Leonardi.

Motoristas:

  • Sempre pare o veículo antes de realizar a travessia e certifique-se de que não há trens se aproximando
  • Para realizar uma travessia segura, tenha atenção redobrada à sinalização visual (placas de trânsito) e sonora (buzina da locomotiva)
  • Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), atravessar uma passagem em nível sem antes parar é infração gravíssima.
  • Fique atento a sinalização de Pare, Olhe e Escute. Essa atitude salva vidas.
    Pedestres:
  • Sempre mantenha distância segura dos trens, parados ou em movimento.
  • Nunca caminhe sobre os trilhos é uma prática imprudente e com risco de morte. Somente pessoas autorizadas podem circular em áreas operacionais da ferrovia.
  • Nunca pegue carona nos trens e não pratique surfe ferroviário. São atividades ilegais que colocam a vida em risco.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

De olimpíadas e outros esportes

Editorial – Edição: 962 – sexta-feira, 12/04/24 Querida leitora e caro leitor Nossa matéria de capa, ou de 1ª página quando se fala em jornal,