Pesquisar
Close this search box.

Sobre máscaras, isenções, síndromes e menstruação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Sobre máscaras, isenções, síndromes...

Editorial – Edição: 864 – sexta-feira, 18/03/22

Olá, querido leitor e cara leitora do JR

O governador Ratinho Junior publicou um decreto em que desobriga as pessoas de usarem máscaras em lugares abertos, ao ar livre. O decreto foi seguido na íntegra pelos prefeitos de Rolândia (Maistro) e de Cambé (Scheller). Agora, a máscara é obrigatória em locais fechados e para quem estiver com sintomas de covid ou de gripe. As crianças de até 12 anos podem ou não usar o acessório protetor em qualquer lugar, depende dos pais.

Mais do que o decreto, deve prevalecer o bom senso das pessoas. A máscara pode evitar o contágio de muitas doenças, principalmente as respiratórias. É a hora de um decreto desses? Alguns especialistas acham que sim, enquanto outros dizem que não. O certo? O bom senso, algo que está em falta no momento e não se pode comprar em farmácia, infelizmente…

A aprovação do projeto de isenção do ISSQN em Rolândia deu o que falar: PM na Câmara, expulsão de pessoas do plenário e muita discussão, no virtual e no real. E não vai parar por aí: o prefeito Maistro afirmou que vai vetar e os vereadores podem derrubar esse veto. Maistro promete ir à Justiça se isso acontecer. O mais engraçado, ou irônico, é que os dois lados parecem estar certos quando se conversa com eles. Sugestão: uma reunião com técnicos contra e a favor do projeto de isenção. Não uma briga, mas uma discussão.

E tem uma mostra de fotos de crianças com Down no Aurora Shopping, em Londrina, com duas crianças rolandenses. Vale a pena conferir, pois vai até o dia 21, Dia Internacional da Síndrome de Down. Antes, dá pra ler a matéria na página 09, no segundo caderno desta edição.

Por fim, começou a distribuição de absorvente para as mulheres rolandenses em situação de vulnerabilidade social. O programa de governo “Rolândia Unida pela Dignidade Menstrual”, nome que foi nossa sugestão, foi lançado na quarta e os absorventes começaram a ser distribuídos na quinta. Aí, sim…

Muita gente ainda torce o nariz para a distribuição de absorvente para as mulheres que não têm condições de comprar. Pegam a exceção e querem tomar como regra: “Tem dinheiro para comprar pinga e cigarro, mas não tem pra comprar absorvente”. Pois, é. Nós não vamos explicar o erro de sua análise superficial.

Josiane Rodrigues – editora

José Eduardo – editor

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Sobre muitos assuntos

Editorial – Edição: 963 – sexta-feira, 19/04/24 Querida leitora e caro leitorMuitos assuntos e pouco espaço. Já ouvimos uma data para a implantação do estacionamento

Cotidiano

Um ano do falecimento do Padre Zé

Monsenhor José Ágius faleceu na cidade de Victoria no dia 18, depois de passar em Munxar, sua aldeia-cidade natal no dia 17 Nesta quinta-feira (18),