Pesquisar
Close this search box.

Therezinha: “Nunca é tarde para se vencer um câncer”

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Therezinha: “Nunca é tarde...

Therezinha Lovato Popolin descobriu o câncer de mama aos 81 anos em um exame de rotina

Meu nome é Therezinha Lovato Popolin, completei 88 nesta quarta-feira, 9 de novembro, e descobri o câncer de mama quando tinha 81 anos. Tenho quatro filhos, nasci na cidade de Jaú, no Estado de São Paulo, e minha família veio para o Paraná em 1940. Descobri o câncer de mama quando fui fazer um exame médico de rotina em 2015. Fiz a ultrassom e a mamografia e no exame de mamografia apareceu uma alteração e fui orientada a investigar o que era.


Depois disso, passei por um médico que pediu para fazer um novo ultrassom, mas não constatou nada. Após seis meses, eu fui fazer de novo uma mamografia e foi quando realmente acusou que eu tinha algo e, por isso, em seguida eu já fiz a biópsia. Depois da confirmação do câncer eu fiz uma cirurgia, isso já em 2016, e depois de 40 dias comecei meu tratamento de radioterapia, que durou mais ou menos uns dois meses.


Após todo este tratamento, tomava medicamento e a cada seis meses fazia exames de mamografia e ultrassom do abdômen e raio-x do pulmão, para ir sempre monitorando o meu estado de saúde. Foram cinco anos fazendo isso, depois que tudo passou uma vez por ano, quando eu faço meus exames para saber como estou. Agora sei que não tenho mais nada e estou curada.


Mesmo descobrindo o câncer de mama na minha idade, não fiquei nervosa e aceitei isso. Claro, a gente fica um pouco preocupado, mas entreguei tudo nas mãos de Deus. Eu lembro que, na minha época, os exames anuais depois dos 40 anos não eram tão exigidos e procurados como são hoje, ainda bem que isso mudou.


O meu conselho para as mulheres que descobriram que estão com câncer de mama e estão passando pelo tratamento é que enfrentem isso com fé e com coragem, e acreditem que vocês serão curadas.

Façam o tratamento direitinho que tenho certeza que vocês vão conseguir a cura assim como eu também consegui.

Um pouco de história
A família Lovato veio para o Paraná em 1940. Ângelo e Justina Lovato tinham sítio de café em Jaú, mas estavam desanimados com os ataques constantes das saúvas ao cafezal. Compraram um sítio no Caçador, próximo ao Km 9 em Cambé. Ângelo e Justina tiveram sete filhos, entre eles Antônio, casado com Maria, que são os pais de Therezinha.


Ficaram todos na mesma casa. Quando Celestino (irmão mais novo da minha mãe) nasceu, em 1942, seu avô Ângelo construiu um anexo à casa e sua família se mudou para lá. Pouco tempo depois, vieram de Jaú os outros filhos casados. Em 1943, Ângelo conseguiu comprar mais um sítio, no distrito do Bartira, e se mudou para lá com os filhos e a família do Antônio.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

De olimpíadas e outros esportes

Editorial – Edição: 962 – sexta-feira, 12/04/24 Querida leitora e caro leitor Nossa matéria de capa, ou de 1ª página quando se fala em jornal,