Pesquisar
Close this search box.

Cultura de Rolândia divulga os classificados da LPG

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cultura
  6. /
  7. Cultura de Rolândia divulga...

Artistas e empresas tinham até a sexta-feira (08) para entregar a documentação; pagamentos devem ser feitos entre 11 e 15 de dezembro

A prefeitura de Rolândia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, divulgou a lista dos projetos classificados, desclassificados e inabilitados na Lei Paulo Gustavo, para a qual o município recebeu cerca de R$ 593 mil do Governo Federal. Ao todo, foram inscritos 59 projetos no edital – desses, foram classificados 26 (mas há apenas recursos para 19 deles), 11 foram desclassificados e 22 foram inabilitados.


“Os desclassificados não atingiram a pontuação para serem classificados e os inabilitados estão nesta situação por algum motivo previsto pelo Edital da Lei Paulo Gustavo (LPG)”, explica Emili Zuliani de Assis, diretora administrativa da Secretaria de Cultura e Turismo. “Há casos em que não foi apresentada a documentação obrigatória e alguns não colocaram o valor do projeto”, pontuou a diretora.


A Comissão Julgadora dos projetos já entrou em contato com os classificados sobre a entrega da documentação definitiva, que deveria ser feita até a sexta-feira, dia 08 de dezembro. “O pagamento está previsto para ser feito entre os dias 11 e 15 deste mês”, ressaltou a diretora Emili Zuliani.


Rolândia recebeu o valor de R$ 593 mil por meio da Lei Paulo Gustavo. Esse valor foi dividido em quatro eixos: Produção audiovisual (que tem a maior parcela de investimento); Apoio a salas de cinema; Capacitação e qualificação no audiovisual e apoio a cineclubes e a festivais e mostras; e Apoio às demais áreas da cultura que não englobem o audiovisual.


Como há 26 projetos classificados e dinheiro suficiente para apenas 19 deles, a entrega da documentação neste dia 08 pode ser decisiva. “Se houver problema com a documentação de algum projeto, o próximo projeto classificado sobe de posição recebe o recurso”, explicou Emili Zuliani.

Valores
O edital da Lei Paulo Gustavo de Rolândia disponibilizou cerca de R$ 418 mil para projetos de audiovisual e R$ 174 mil para outros segmentos culturais. Dentro do audiovisual, previa 6 projetos de até R$ 20 mil, mas apenas um se classificou, e 5 projetos de até R$ 40 mil e 7 foram classificados – dois deles devem ‘pegar’ recursos dos projetos de R$ 20 mil, que não foram usados.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cultura

Festa Literária de Londrina começa nesta sexta

Realizada na Biblioteca Pública, Flil reúne feira de livros, apresentações, bate-papos e lançamentos; entrada é gratuita Da Redação Rede Lume Começa nesta sexta-feira, 14, a