Pesquisar
Close this search box.

Discussão da Lei PG reúne um bom público no Nanuk

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cultura
  6. /
  7. Discussão da Lei PG...

De acordo com a Secretaria de Cultura e Turismo, Rolândia deve receber mais de R$ 605 mil por meio da Lei Paulo Gustavo

Dezenas de agentes culturais e de pessoas ligadas à cultura estiveram na audiência pública sobre a Lei Paulo Gustavo, do Governo Federal. O encontro foi realizado no Centro Cultural Nanuk na noite da terça-feira (23) e foi comandado pela secretária de Cultura e Turismo, Flávia Galbero.


A secretária ficou satisfeita com a participação dos agentes culturais, que puderam dar sugestões sobre a aplicação dos recursos dessa lei, que fomenta as áreas culturais, com ênfase no audiovisual. “Vieram artistas e pessoas ligadas a vários segmentos e isso é muito importante”, ressaltou Flávia.


De acordo com a Secretaria de Cultura e Turismo, Rolândia deve receber mais de R$ 605 mil por meio da Lei Paulo Gustavo. Esse valor está dividido em quatro eixos: Produção audiovisual (que tem a maior parcela de investimento); Apoio a salas de cinema; Capacitação e qualificação no audiovisual e apoio a cineclubes e a festivais e mostras; e Apoio às demais áreas da cultura que não englobem o audiovisual.


A lei estabelece um prazo de 60 dias para o envio do plano de trabalho, detalhando como os recursos serão utilizados. “Nosso próximo passo é concluir o Plao de Trabalho e enviar para o Governo Federal para a avaliação e aprovação”, explicou Flávia Galbero. “Uma vez aprovado o Plano, receberemos o recurso em uma conta específica. Só depois disso partiríamos para a execução, que é a publicação dos editais”, pontuou.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cultura

Biblioteca Central de Rolândia faz 75 anos

Denominada Rui Barbosa, biblioteca pública municipal tem cerca de 45 mil livros em seu acervo A Biblioteca Pública Municipal de Rolândia, denominada Rui Barbosa, foi