Pesquisar
Close this search box.

CCJ da Câmara de Cambé aborda a alimentação escolar

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Educação
  6. /
  7. CCJ da Câmara de...

Vereadores da Comissão de Constituição e Justiça debatem a situação da merenda com a secretária da Educação e com o Conselho de Alimentação

Comissão e Educação foram esclarecer as dúvidas dos vereadores sobre a alimentação escolar em Cambé

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Vereadores de Cambé recebeu, na tarde da segunda-feira (15), a secretária de Educação, Estela Camata, e membros do Conselho Municipal de Alimentação Escolar.


Formada pelos vereadores Galego (presidente), Odair Paviani (relator) e Jota Mattos (revisor), a CCJ recebeu as convidadas para discutir e tirar algumas dúvidas, entender melhor e avaliar a atual situação merenda escolar na cidade.


Estela Camata explicou detalhes sobre o acompanhamento nutricional, a escolha do cardápio e o controle de qualidade dos produtos adquiridos e que são servidos aos alunos da rede Municipal de Ensino. “Trouxemos detalhes de como a merenda escolar é aplicada nas nossas escolas, aproveitando ainda para responder aos questionamentos da população, com dúvidas apresentadas pelos vereadores, muitas delas obtidas nas redes sociais”, ressaltou.


O vereador Odair Paviani lembrou que, como trabalha diretamente com estudantes, como motorista de transporte escolar, tem recebido elogios a respeito da merenda oferecida nas escolas. “Nestes anos todos que percorro as escolas como motorista, levando os alunos, recebo muitos elogios sobre a merenda que os estudantes ganham nas escolas. Se existiu alguma falha, foi pontual”.


Conselho – Dirigido por Líria dos Santos Paula Souza, o Conselho Municipal de Alimentação Escolar tem como função fiscalizar e monitorar os recursos destinados à alimentação escolar, analisar a prestação de contas do gestor e também fornecer e apresentar relatórios sobre o acompanhamento da execução do PNAE.


“A Comissão veio esclarecer as dúvidas dos vereadores e da comunidade. Sempre que recebemos alguma reclamação ou questionamento, até mesmo via redes sociais, vamos atrás para saber se procede e reclamação ou como está sendo ofertada, elaborada e servida a merenda naquela escola, com contato com a nutricionista”, explicou a diretora do Conselho.


Líria dos Santos Paula Souza pede ainda que as pessoas formalizem as dúvidas, como forma da Comissão ter como saber onde procurar as possíveis falhas. As pessoas podem procurar o Conselho pelo e-mail [email protected] ou no Instagram pelo @educacaocambe.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM: