Pesquisar
Close this search box.

Corte de árvores no cemitério São Rafael gera críticas

Duas árvores Guapuruvu da entrada do cemitério foram cortadas; Ambiente afirma que árvores tinham problema

O corte de duas árvores da espécie Guapuruvu, que ficavam na entrada do cemitério São Rafael, em Rolândia, causou a revolta de alguns rolandenses. Uma dessa pessoas entrou em contato com o JR – Um Jornal Regional e enviou imagens do corte das duas árvores, realizado na terça-feira (02).


“Essas árvores podem chegar a viver até 70 anos e estavam plantadas há cerca de 30 anos. Não era necessário”, afirmou o morador de Rolândia. “Parece que, para chegar à árvore que eles queriam cortar, eles tiveram que cortar a outra também. Agora precisam cortar as duas de vez”, criticou.


O JR entrou em contato com o secretário de Meio Ambiente de Rolândia, Audinil Maringonda Júnior, que não estava na cidade. Por um aplicativo de mensagens, Audinil afirmou que ‘estavam tirando árvores que estavam com problemas e que já tinham acontecido acidentes no cemitério por conta de árvores nessas condições”.


O secretário enviou uma foto de um tronco de uma das árvores para mostrar o problema.
Ainda assim, a pasta do Meio Ambiente ficou de enviar uma nota ao jornal, mas até o fechamento desta edição, às 21 horas da quinta-feira (4), nada chegou até a redação.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Meio Ambiente

Arapongas pode ter hospital veterinário

Reunião na capital do estado busca parceria para instalação de hospital veterinário no município de Arapongas O município de Arapongas poderá ter um hospital veterinário.