Pesquisar
Close this search box.

Os estragos do clima em Rolândia desde sábado

Vendaval no sábado, tempestade no domingo e chuvas desde sábado: Defesa Civil e Semma divulgam os estragos feitos no município

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Rolândia (Semma) e a Defesa Civil Municipal divulgaram um relatório sobre os estragos ocorridos no município desde o vendaval do sábado (29). Além do vento forte de sábado, uma tempestade no domingo (30) e as chuvas desde o mesmo sábado também foram responsáveis pelos problemas ocorridos na cidade.

De acordo com o relatório, houve o destelhamento de quatro casas: uma no Jardim Nobre, uma no Gustavo Giordani, uma no Jardim do Lago e uma no Jardim Santiago. Ainda no Jardim do Lago, houve a queda de uma árvore que atingiu duas casas na rua Lagoa Itapera.

Nesse caso, uma ação conjunta da Semma e da Defesa Civil atendeu rapidamente a todas essas famílias com o fornecimento de lona e também a sua colocação nas casas. Houve também a queda de uma árvore na Estrada da Pedreira, que dá acesso ao aterro de resíduos de construção civil (RCC) do município.

Dicas da Defesa Civil

Nos casos de destelhamento em edificações ocorridos por vendavais ou granizo, é fornecida lona plástica para amenizar a situação de novas chuvas em sequência, mas a população tem que ter ciência que durante uma tempestade, além do deslocamento para o atendimento ser comprometido, não se recomenda subir em telhados para evitar acidentes e piorar a situação do desastre.

O órgão de Rolândia reforça aos munícipes que acompanhem os alertas enviados pela Defesa Civil do Paraná (Enviar um SMS – mensagem de texto de celular – para o número 40199, na mensagem apenas digitar o número do CEP da residência) e por sugestão que mantenham uma pequena lona plástica disponível, usada para cobrir seus móveis ou eletrodomésticos em caso de uma tormenta, minimizando assim seus prejuízos com esses itens.

A Defesa Civil informa que disponibiliza o telefone (43) 9.9166-0402 (WhatsApp), para esclarecer dúvidas e buscar orientações.–

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Meio Ambiente

Londrina fiscaliza terrenos com mato alto

Início da operação ocorre depois que a CMTU deu prazo de 15 dias para que proprietários fizessem a manutenção das áreas Secom CMTU Após conceder