Pesquisar
Close this search box.

Escolas Costa e Silva e Geralda Chaves fazem 50 anos

  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Escolas Costa e Silva...
¬† ¬† Na √ļltima sexta, 31 de julho, a Escola Arthur da Costa e Silva e a Escola Municipal Geralda Chaves Tiradentes completaram 50 anos de exist√™ncia. Em todos estes anos, as duas institui√ß√Ķes contribu√≠ram com a rede de educa√ß√£o do munic√≠pio por meio de muitas conquistas, sucesso e resultados relevantes.¬†

    A escola Arthur da Costa e Silva e a Geralda Chaves Tiradentes nasceram pelo decreto 408/70, em que o Interventor Federal Horácio Cabral. A Arthur da Costa e Silva recebeu este nome em homenagem ao presidente da época e está localizada na Av. Romário Martins, 800, no centro da cidade, enquanto a Geralda Chaves Tiradentes se encontra na rua Dr. Ferreira Braga, 293, no jardim Teresópolis.

    Costa e Silva
    Atualmente, a educadora Elaine Christina Gorla Tenório, 46 anos, há 26 anos na educação, é a diretora do Arthur da Costa e Silva. Em sua trajetória dentro da entidade, Elaine passou dois anos na coordenação e já se encontra há sete anos na direção. Além de coordenadora e diretora, ela também atuou como professora.

¬† ¬† ‚ÄúPara mim √© uma honra homenagear essa escola querida, as fam√≠lias e comunidade que sempre est√£o presentes e profissionais, professores que se dedicam e me acompanham, pois s√£o eles que fazem o sucesso da escola‚ÄĚ, afirmou Elaine.

¬† ¬† A diretora explicou que a escola iniciou apenas com as crian√ßas do Ensino Fundamental, depois por alguns anos incluiu a Educa√ß√£o para Jovens e Adultos e hoje contempla tamb√©m a Educa√ß√£o Infantil. Atualmente possui um total de 260 alunos, da Educa√ß√£o Infantil ao 5¬ļ ano; recebe alunos que prov√©m da zona rural, residentes na regi√£o perif√©rica, bairro industrial e alunos que residem nas media√ß√Ķes da escola.

¬† ¬† A diretora contou que, no decorrer desses 50 anos, aproximadamente 2.500 alunos conclu√≠ram educa√ß√£o fundamental na escola. ‚ÄúAl√©m disso, s√£o muitos os projetos que realizamos nesses anos, mas a conquista maior √© a uni√£o e respeito entre fam√≠lia e escola. A participa√ß√£o un√Ęnime das fam√≠lias nos encontros pedag√≥gicos, assembleias, promo√ß√Ķes e eventos gerais‚ÄĚ, afirmou a diretora.

    Geralda Chaves 
¬† ¬† Hoje a diretora da Geralda Chaves √© Leise M√°rcia de Moraes Camargo, 43 anos, que est√° na institui√ß√£o desde o ano de 2009. Em um primeiro momento, Leise assumiu o cargo de orientadora educacional na escola, depois foi professora dos alunos de 4¬ļ e 5¬ļ ano, passou pela sala de recursos e se encontra como diretora desde 2014.

¬† ¬† ‚ÄúComemorar os 50 anos da Geralda Chaves √© uma honra para mim, principalmente estando na fun√ß√£o de diretora e podendo fazer parte desta comemora√ß√£o ajudando a organizar tudo. √Č muito gratificante para mim este momento, porque aqui √© uma escola em que fui muito bem recebida, tanto pelos funcion√°rios, quanto pelos alunos e os pais. Eu adoro trabalhar aqui e amo de verdade este lugar‚ÄĚ, revelou Leise.

¬† ¬† Hoje a institui√ß√£o atende aproximadamente 300 alunos da Educa√ß√£o Infantil at√© ao 5¬ļ ano do Ensino Fundamental. Os projetos existentes na escola t√™m rela√ß√£o com atividades como artesanato, ingl√™s, literatura, leitura, matem√°tica, e h√° tamb√©m o Projeto da Paz e de Tr√Ęnsito.

¬† ¬† ‚ÄúEntre os in√ļmeros projetos que j√° realizamos, gostaria de citar o que foi desenvolvido com as crian√ßas a cuidarem da horta. A atividade teve tanto resultado que n√≥s chegamos a fazer doa√ß√£o de verduras para uma entidade que atende idosos no munic√≠pio. Tamb√©m realizamos projetos em parceria com a empresa Cocamar em que fomos premiados‚ÄĚ, ressaltou Leise.

¬† ¬† Comemora√ß√Ķes em meio a pandemia
¬† ¬† Como a pandemia impede que as comemora√ß√Ķes ocorram dentro das duas institui√ß√Ķes de modo f√≠sico, as escolas buscaram medidas para celebrar a data mesmo com a dist√Ęncia e se unir com os alunos e suas fam√≠lias, de modo que os 50 anos fosse lembrado como algo muito significativo e especial.

¬† ¬† A diretora da escola Arthur da Costa e Silva explicou que um v√≠deo foi produzido e enviado √†s fam√≠lias para motiv√°-los a participar, mesmo distantes, da homenagem. No v√≠deo √© solicitado que as crian√ßas confeccionem cart√Ķes de anivers√°rio, trazendo alguma mensagem sobre os 50 anos da escola.¬†

¬† ¬† No final, √© pedido para os alunos levem estes cart√Ķes at√© a escola e pendure-os na grade do port√£o, em um local que j√° estava preparado para receber a cartinha. A exposi√ß√£o foi realizada na sexta-feira.

¬† ¬† Na Geralda Chaves Tiradentes, tamb√©m est√° sendo realizado o mesmo processo de envio de desenhos e cart√Ķes comemorativos, produzidos pelas pr√≥prias crian√ßas. Por meio de desenhos e frases feitas em suas pr√≥prias casas, os alunos poder√£o demonstrar, de alguma forma, o carinho que sentem pela escola.

¬† ¬† ‚ÄúNa sexta, fizemos a exposi√ß√£o dos desenhos que est√£o sendo encaminhados e tamb√©m faremos um painel com todo o hist√≥rico da escola, que ficar√° dispon√≠vel para visita√ß√£o dos pais, pois justamente √†s sextas-feiras eles vem at√© a institui√ß√£o para buscar as atividades impressas para levar para casa, e de certa forma, v√£o acabar participando deste momento‚ÄĚ, explicou Leise.¬†

¬† ¬† Se n√£o fosse a situa√ß√£o da pandemia, a diretora afirmou que a ideia era fazer uma festa bem grande com a participa√ß√£o de muitas pessoas para mostrar melhor a hist√≥ria da escola, e tamb√©m mostrar o melhor de todos alunos. ‚ÄúFar√≠amos apresenta√ß√Ķes e convidar√≠amos toda a comunidade escolar para participar, infelizmente hoje n√£o podemos fazer neste formato, mas de forma alguma deixar√≠amos passar em branco‚ÄĚ, assegurou Leise.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMB√ČM: