Pesquisar
Close this search box.

Operação Verão sem Aedes

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Saúde
  6. /
  7. Operação Verão sem Aedes

Saúde já iniciou a ação no mês passado e objetivo é chegar no verão com a melhor situação possível em relação às doenças como a dengue

Com a chegada da primavera e visando um verão mais tranquilo em relação à proliferação do mosquito Aedes aegypti, a Secretaria de Saúde de Rolândia iniciou a ação “Verão sem o Aedes”. O objetivo é reduzir os índices de proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, garantindo uma entrada no verão com indicadores mais baixos dessas doenças.


De acordo com Rafael Dias, diretor da Vigilância em Saúde, as ações da operação tiveram início no dia 18 de setembro e devem durar até novembro. O profissional lembra que o mês de março é crítico para o município, já que historicamente é registrada uma maior incidência das doenças transmitidas pelo Aedes. Para combater essa situação, a ação visa intensificar as estratégias de controle e conscientização durante a primavera, de modo a alcançar um período de verão mais controlado em relação às doenças transmitidas pelo mosquito.

LIRAa
Uma das estratégias é a identificação das localidades com maior risco de proliferação do mosquito. Conforme o último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti – LIRAa, feito de 11 a 15 de setembro, o IIVP (Índice de Infestação Vetorial Predial) foi de 1,6%. Ou seja, a cada mil imóveis existentes no município, 16 deles tinham larvas de mosquito no momento do levantamento.


A pesquisa revelou a principais área com maior risco de proliferação é o Conjunto Habitacional Henrique Berger, onde o índice foi de (11,8%). Ainda conforme informações do último boletim epidemiológico da dengue, os números mostram que desde o mês de agosto até agora foram registradas 514 notificações, destes 428 casos foram descartados, registrando apenas 1 caso positivo.

Ações
As ações que fazem parte dessa operação começaram logo após do último LIRAa. De acordo com o diretor, nessas ações os agentes irão de porta em porta fazendo orientação, remoção e descarte de criadouros entre outras estratégias de eliminação de criadouros. Além disso, a ação “Verão Sem o Aedes” inclui o monitoramento e notificação de terrenos baldios com acúmulo de mato, pois esses locais podem se tornar criadouros do mosquito. Para o diretor, a integração entre a Secretaria de Meio Ambiente e a equipe de endemias é fundamental para garantir a eficácia dessas ações.


Desde setembro do ano passado, mais de 5 mil notificações foram realizadas a proprietários de terrenos baldios com mato, resultando em uma redução significativa desse tipo de criadouro potencial. Essa ação conjunta visa, não apenas a remoção dos criadouros, mas também a conscientização dos proprietários sobre a importância de manter seus terrenos limpos e livres de focos do Aedes aegypti.

Se precisar, denuncie!
É importante destacar que o descarte irregular de lixo é crime passível de multa, por isso, qualquer pessoa que identificar a pratica desse delito, pode denunciar nos canais disponíveis. Ao perceber a ação, ou flagrar pessoas jogando lixo de maneira irregular, denuncie (pode ser anonimamente), para o fone/WhatsApp (43) 3156-0333, pelo e-mail [email protected].

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Saúde

São Martinho tem nova UBS

Inauguração da Unidade Básica de Saúde do distrito de porte 1 aconteceu na sexta-feira; obra ficou em quase R$ 1,5 milhão A nova Unidade Básica