Pesquisar
Close this search box.

Rolândia libera bivalente anti-Covid para (+) 18 anos

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Saúde
  6. /
  7. Rolândia libera bivalente anti-Covid...

Imunizante é mais um reforço da vacinação que protege contra a cepa original do coronavírus e de suas subvariantes Ômicron

Chegam ao Paraná as primeiras doses de vacina bivalente contra a Covid-19

A Prefeitura de Rolândia liberou, nesta semana, a vacina bivalente contra a Covid-19 para todas as pessoas maiores de 18 anos. O imunizante é mais um reforço da vacinação que protege contra a cepa original do coronavírus e a subvariante Ômicron. Até então, a vacina só estava disponível para grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde.


“As nossas Unidades Básicas de Saúde estarão vacinando contra a covid com a bivalente. Apenas na UBS de São Martinho e na UBS do Nobre que haverá um dia da semana especifico com a oferta dessa vacina. Em São Martinho será às terças-feiras, e na UBS Nobre às quintas-feiras”, explicou a secretária de Saúde Karla Ulinski.


Nas demais UBS’s, haverá a oferta de imunização bivalente de segunda a sexta, das 9h às 16h. A vacinação é liberada para toda a população acima de 18 anos, porém, é necessário que a pessoa tenha tomado pelo menos duas doses (esquema primário) da vacina monovalente, ou ter recebido previamente qualquer vacina Covid monovalente como dose de reforço, com um intervalo de pelo menos quatro meses desde a última aplicação.

Números
Até o momento o município aplicou um total de 2.772 doses, uma cobertura total de apenas 17,5% de todo o público-alvo que era esperado. “Isso demonstra que a população perdeu o medo do vírus e está deixando de se vacinar. Mas é importante dizer que nossas unidades básicas e nosso Pronto Atendimento são termômetros para medir esse aumento de casos que está tendo de doenças respiratórias em Rolândia”, alertou a secretária.

Vacinação contra gripe
De acordo com Ulinski, a imunização contra a Covid pode ser feita ao mesmo tempo com a vacina da gripe, o que garante ainda mais segurança para quem deseja se prevenir de qualquer tipo de doença respiratória. “Não há restrição contra isso”, afirmou.


Neste momento o público-alvo ainda são as crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes e puérperas, povos indígenas, trabalhadores da saúde, idosos com 60 anos ou mais, professores das escolas públicas e privadas, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, pessoas com deficiência permanente, profissionais das forças de segurança e salvamento e das Forças Armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e a população privada de liberdade. O Ministério da Saúde já baixou a idade para 50 anos, mas ainda não há vacinas para isso.


Para receber a vacina é necessário apresentar a carteirinha de vacinação, CPF e Cartão SUS, e para trabalhadores de saúde, é necessário apresentar a carteira de trabalho. A comprovação das condições especiais deve ser feita com laudo médico ou declaração médica no ato da vacinação. Vale ressaltar que a vacina é fundamental para garantir a saúde e a segurança de todos.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Saúde

São Martinho tem nova UBS

Inauguração da Unidade Básica de Saúde do distrito de porte 1 aconteceu na sexta-feira; obra ficou em quase R$ 1,5 milhão A nova Unidade Básica