Pesquisar
Close this search box.

Cão atacado por pitbull em Rolândia está bem, mas precisa de um lar

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Segurança
  6. /
  7. Cão atacado por pitbull...

Animal está sendo tratado no Multivet Hospital Veterinário, pago pelo tutor do pitbull, e deve sair na quarta-feira; sem lar, deve voltar para as ruas

Ainda sem nome, cãozinho é extremamente dócil e não ‘reclama’ de nenhum procedimento

O simpático vira-lata que foi atacado por um cachorro pitbull na quinta-feira (25) no bairro Coliseu, em Rolândia, passa bem. “Ele é muito dócil e aceita todos os procedimentos sem nenhuma reação”, explicou a veterinária Camila Giraldi, do Multivet Hospital Veterinário, para onde o animalzinho, que não tem tutor, foi levado pelo dono do pitbull que o atacou.

“O cãozinho está melhor, seu quadro já se estabilizou, está comendo e controlamos a dor. A gente só precisa agora melhorar o inchaço e o edema no pescoço e na face dele”, ressaltou Camila. A veterinária acredita que o cão atacado receba alta na terça ou quarta-feira da semana que vem e aí chega uma preocupação: ele tem de voltar para a rua, já que não tem tutor.

Tutor ou tutora

Camila sugeriu que se ache um tutor ou uma tutora para o cãozinho, que não tem nem nome. “É uma pena se ele tiver que voltar para a rua, pois é muito dócil”, pontuou a veterinária. Camila acredita que o animal tenha cerca de 3 anos de idade e tenha vivido todo esse tempo nas ruas. “Quem quiser adotá-lo, basta entrar em contato pelo telefone 99103-5445 e eu vou bonificar com a castração e a vacina que ele precisa tomar”, concluiu Camila.

Como foi

Um pitbull branco e grande estava em uma rua do jardim Coliseu, em Rolândia, sem coleira e sem focinheira. Ele correu atrás de alguns cachorros e pegou um deles: arrastou-o pela rua ao olhar dos moradores, que chamaram a polícia e também o JR. Um dos moradores, Márcio, conseguiu ‘laçar’ o pitbull e o amarrou em seu veículo utilitário enquanto o cãozinho atacado permanecia imóvel perto dali. Os policiais chegaram, tiraram informações e foram até uma casa na mesma rua, que poderia ser do tutor do pitbull.

Ao chegar no local, encontraram o portão aberto e um outro cachorro pitbull na casa. O dono da casa se identificou como dono do pitbull que fugiu e se comprometeu a pagar as despesas veterinárias o cãozinho atacado, como tem feito. Ainda assim, os policiais fizeram um Boletim de Ocorrência e o tutor deve ser chamado para responder na Justiça.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Segurança

Maio Amarelo no Colégio Roland

Dentro da campanha, ações são realizadas em escolas e colégios Uma ação dentro da campanha ‘Maio Amarelo’ levou um carro batido até a frente do