Pesquisar
Close this search box.

Super-heróis podem não ter capa, mas têm uniforme

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Segurança
  6. /
  7. Super-heróis podem não ter...

Menino rolandense de quatro anos estava engasgado e foi salvo pelos policiais militares do 15º BPM de Rolândia graças à ‘manobra de Heimlich’; além da vida, Pedrinho ganhou um brinquedo dos PMs

Os policiais Julio César Mewes, Márcio Rogério Ferreira e Heniton Nogueira Primo foram até a casa de Pedrinho dar um outro presente ao menino

O conhecimento e a habilidade de policiais militares em se fazer a ‘manobra de Heimlich’ salvou a vida de uma criança em Rolândia, como já aconteceu algumas vezes em anos anteriores. Desta vez, a vida salva foi a de um menino de quatro anos de idade e a ação salvadora e providencial foi de três policiais militares da Rotam, do 15º BPM.


O incidente aconteceu na noite da segunda-feira (02) quando uma viatura da Rotam fazia o patrulhamento de rotina pelas ruas centrais da cidade. Os policiais militares foram abordados por um carro em que uma família estava desesperada e pedia por socorro. Junto a eles, uma criança de quatro anos, o pequeno Pedro, que estava inconsciente e ‘azulado’.


Imediatamente, os policiais Julio Cesar Mewes, Márcio Rogerio Ferreira e Heniton Nogueira Primo iniciaram um atendimento ao menino e executaram a manobra ‘Heimlich’, enquanto corriam em direção ao Hospital São Rafael. Durante o caminho até o estabelecimento de saúde, os policiais conseguiram fazer com que a criança expelisse sangue pela boca.


Essa rápida e eficiente ação dos policiais militares da Rotam foi essencial para que a criança chegasse com vida ao hospital e fosse atendida pela equipe médica do local. Pedro ficou no São Rafael até o final da tarde da terça-feira (03), quando foi transferido para o Hospital Infantil de Londrina para fazer mais exames.


Em Londrina, Pedro fez mais exames e foi liberado no início da tarde da quarta-feira (04). Naquela mesma tarde, recebeu uma visita para lá de especial dos seus super-heróis da Rotam, que foram até a casa do menino, que fica no Conjunto José Perazolo.


Os soldados Julio Cesar Mewes, Márcio Rogério Ferreira e Heniton Nogueira Primo foram até a casa de Pedro para revê-lo e presenteá-lo. Os pais do menino, Paulo e Silvia, também receberam os policiais com muita alegria e os agradeceram muito pelo gesto.


“Ver essa criança bem não tem o que pague. No dia em que a tia entregou o menino para a equipe ele não tinha sinal vital nenhum, não estava respirando. Hoje vendo ele aqui brincando, isso não tem preço. A melhor coisa que tem é ver essa criança feliz e brincando”, revelou o policial Julio Cesar ao JR.


Outro soldado que falou com a reportagem do Jornal Regional foi Márcio Rogério. “Estamos com a sensação do dever cumprido por lembrar que o menino estava desfalecido e lutando pela vida e ver que através de um ato seu e de seus colegas uma vida pode ser salva. Ver o Pedro brincando bem com seus familiares e o sorriso no rosto de sua família: isso não tem dinheiro que pague, só temos que dar graças a Deus pelo desfecho dessa ocorrência ter sido feliz”, pontuou o policial Márcio.


A reportagem do JR também tentou contato com o terceiro membro do ‘trio de super-heróis’ que salvou a vida de Padrinho, o soldado Heniton Nogueira Primo, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

FOTO(S) DESTA MATÉRIA

VEJA TAMBÉM:

Segurança

PRF apreende 1 ton de maconha em Cambé

Droga estava em um veículo Toyota Hilux que fugiu da polícia e bateu em uma cerca na BR-369; motorista fugiu pelo mato A Polícia Rodoviária