Pesquisar
Close this search box.

Apae Rolândia tem nova diretoria e novidades para 2023

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Social
  6. /
  7. Apae Rolândia tem nova...

Luiz Eduardo Gazzi assumiu a presidência da entidade em janeiro e, junto com a nova diretoria, pretende reativar antigos serviços que estavam suspensos

O novo presidente, junto com a Diretoria Executiva, foi eleito por aclamação no dia 30 de novembro

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Apae de Rolândia tem um novo presidente: Luiz Eduardo Gazzi (40), que substitui a Euclides de Oliveira. O novo presidente, junto com a Diretoria Executiva, foi eleito por aclamação no dia 30 de novembro, e empossado no dia 01 de janeiro e fica no cargo até 31 de dezembro de 2025.


A diretoria tem Luiz Eduardo na presidência, Lorena de Araújo Moreira Wilson como vice-presidente, Fernanda C. Moura de Oliveira Serpelloni (1ª Diretora Financeira), Selma Gomes Dias (2ª Diretora Financeira), Vivian Martins Sgarbi (1ª Diretora Secretária), Elice Tamboreli de Silvio (2ª Diretora Secretária), Euclides de Oliveira (Diretor de Patrimônio) e Paulo Cesar Lopes (Diretor Social).


O Conselho Fiscal: Leonice dos Santos Diniz, Maria O. Moreno Alves de Paula e Marcos André Simões de Morais e, como suplentes, Angelo Brizoti Neto, Maria Inez Shuster Belo e Wilson Trovo Marchi.
Fazem parte do Conselho de Administração da Apae Lea Renée Bruch Duarte, Roberto F.s Negrão, José Ricardo Signori Machado, Rosângela Conceição da Silva, Yuri Alexandre Inêz, Lorena Diniz Ribeiro de Souza, Nadir Custódio de Melo, Maria de Lourdes Albara, Valdete Ramos de Oliveira, Cassio Henrique Bossa, Claudiomiro Matielo, Marco Aurélio de Marco, Adilson de Freitas Tiago e Adriana Carvalho dos Santos.

A Apae
Atualmente a Apae de Rolândia, atende 240 alunos regulares por meio da Escola Caviúna, e também atende esses mesmos alunos na parte clínica, gerando 1994 procedimentos do mês. “Dentro desses serviços clínicos estão os atendimentos de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e psicologia. Também temos a parte de ação social dentro da Apae que oferece atividades extras curriculares para os alunos, e oficinas de trabalho para os familiares”, explicou Eduardo Gazzi.

Reativação de serviços
Alguns convênios, rompidos na pandemia, serão retomados em 2023 e custeados com recursos próprios. Serão disponibilizadas 10 horas de atendimento odontológico por semana, num investimento de 5 mil reais por mês. “O plano odontológico vai ser retomado em 30 ou 40 dias, pois estamos no período de contratação. Já adequamos a clínica odontológico e faremos uma avaliação com todos os nossos alunos e daremos prioridade àqueles que precisam de algum procedimento mais urgente”, informou o presidente.


Outro serviço que voltará a ser oferecido para os alunos da Apae em 2023 será o de atendimento na sala de estimulação multissensorial Snoezelen. O ambiente Snoezelen é repleto de materiais e equipamentos multissensoriais que ajudam na estimulação sensorial e/ou na promoção do relaxamento dos alunos e auxilia no desenvolvimento de competências cognitivas, comunicativas, sociais, motoras e educacionais, além da promoção de atividades lúdicas e de lazer.


No Paraná existem apenas oito salas de Snoezelen, e até este momento a sala da Apae de Rolândia estava desativada e com a nova oferta vai gerar 300 atendimentos por mês no espaço. A expectativa é que o atendimento seja retomado dentro de 30 dias. “Estamos recontratando os profissionais que vão atender nessa sala e ela será ofertada por meio de uma mistura de atendimento clínico via SUS e usaremos parte do convênio que temos com o governo, e a outra metade por recursos próprios”, afirmou o presidente.


Mais uma novidade para esse ano é a piscina. De acordo com o presidente a reativação dela será um pouco mais demorada porque faz três anos que ela está inoperante. “Aqui nós temos duas piscinas, uma que é a piscina externa usada mais para recreação e que já vai estar vai ser liberada em breve, e temos a piscina coberta, aquecida utilizada para atendimento de fisioterapia e outros tratamentos. Essa passará por reforma e adequação para o atendimento clínico”, pontuou Gazzi.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Social

Cervin, de Rolândia, comemora seus 39 anos

As pessoas atendidas pelo Centro de Recuperação Vida Nova têm moradia, recebem apoio psicológico, psiquiátrico, espiritual e participam de diversas atividades como culinária e esportes

Social

Rolândia pode ter censo de pets

Entidade iniciou censo de cães e gatos e pede que as pessoas preencham um formulário no Google Em Rolândia, várias pessoas que faziam, já há