Pesquisar
Close this search box.

Projeto ‘Castração Popular’ de Cambé já esterilizou 170 animais

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Social
  6. /
  7. Projeto ‘Castração Popular’ de...

Parceria do Conselho de Proteção e Bem Estar Animal com a SOS Animal e a ONG 4 Patas oferece o serviço por preços acessíveis

Filha e pai: os veterinários Anna Júlia e José Augusto

Em Cambé, um projeto do Conselho de Proteção e Bem Estar Animal e da ONG 4 Patas, em parceria com a clínica SOS Animal (avenida Brasil 1445), tem oferecido serviço de castração de cães e gatos a preços bem acessíveis para os tutores e tutoras que não têm condições de pagar o valor total do serviço. O ‘Castração Popular’ já esterilizou quase 200 animais em dois meses de atuação.


A 1ª etapa do projeto foi iniciado no final de junho e terminou no dia 29 de julho. Nesse período, foram castrados 96 pets (42 caninos fêmeas, 18 caninos machos, 15 felinos fêmeas e 21 felinos machos). “Cada tutor do pet a ser castrado era responsável por trazer 1kg de ração em prol da ONG 4 Patas. Arrecadamos um total de 160kg de ração”, relembra a veterinária Anna Júlia Molleta Trintin, da SOS Animal.


Já em agosto mais 72 animais foram esterilizados e foram arrecadados 80 quilos de ração. “Foram 33 cachorras, 19 cachorros, 14 gatas e 4 gatos duante o mês de agosto”, relembra Anna Júlia. “Abrimos inscrições para setembro e já temos 130 pets agendados para a cirurgia”, ressaltou Anna Júlia. Na SOS Animal, as castrações são feita pelo veterinário-cirurgião José Augusto Cordeiro Trintin, pai de Anna Júlia.


Representante do Legislativo no Conselho, o vereador Lucas Mil Grau falou sobre o projeto. “A castração a preço popular é uma luta antiga que temos e estamos conseguindo com essas iniciativas e parcerias”, relembra o parlamentar. “A primeira clínica é a SOS Animal em parceria com a Ong 4 patas. Mas, já temos mais clínicas da cidade que manifestaram interesse em participar do projeto”, comemora Lucas Mil Grau. “A castração é muito importante, não só para a proteção deles, mas também por uma questão de saúde pública”, pontuou.


Anna Júlia lembrou que o projeto castração surgiu de uma conversa com a protetora e vice-presidente da 4 Patas, Dolores Ossette. “Montamos uma tabela de valores acessíveis para a população”, afirma a veterinária. “Lucas Mil Grau nos visitou, fez um vídeo e postou no Instagram. Houve uma procura muito grande e o gabinete do vereador se dispôs a nos mandar os nomes e telefones das pessoas que tinham animais a serem castrados”, relembra Ana Júlia. “Nós entramos em contato com os tutores em ordem, perguntando se o animal é cachorro ou gato, macho ou fêmea e assim agendamos a consulta”, ressaltou.

Conselho
A primeira reunião do Conselho de Proteção e Bem Estar Animal de Cambé foi realizada no dia 29 de outubro do ano passado. O Conselho tem por finalidade deliberar sobre a implantação e execução de políticas públicas de proteção e bem estar animal.


Participaram da reunião membros do executivo, legislativo, ONGs de Proteção Animal, protetores independentes, instituições não governamentais e representantes da comunidade.


A criação do Conselho de Proteção e Bem Estar Animal de Cambé foi oficializada através da Lei Municipal 2.997 de 13 de julho de 2020.


A Lei também prevê a criação do Fundo Municipal de Proteção e Bem Estar Animal que tem por finalidade subsidiar, captar e gerenciar receitas para aplicação de recursos visando o financiamento, expansão e aprimoramento das políticas públicas de proteção e defesa dos animais.


“Vamos marcar uma reunião com o prefeito para ver se o Fundo seja criado o mais rapidamente possível”, afirma Adolfo Campos Dias, presidente do Conselho.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

FOTO(S) DESTA MATÉRIA

VEJA TAMBÉM:

Social

Show ‘vira’ leite para o HSR

O produto é resultado da festa ‘Sunset’, realizada no Employer Eventos com o cantor Ratto No último dia 20, o Hospital São Rafael recebeu a