Pesquisar
Close this search box.

‘Rolândia pela Dignidade Menstrual’ já atendeu a mais de 40 mulheres

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Social
  6. /
  7. ‘Rolândia pela Dignidade Menstrual’...

O município é um dos primeiros do Brasil a oficializar o programa que faz a distribuição gratuita do produto a mulheres em situação de vulnerabilidade social

Mulheres ainda têm receio em pedir absorventes na Assistência Social

Desde o mês de março, o município de Rolândia atende a demanda de mulheres em situação de vulnerabilidade social de Rolândia, por meio do programa de governo ‘Rolândia Unida pela Dignidade Menstrual’. O município é um dos primeiros do Brasil a oficializar o programa depois que o Congresso derrubou o veto do presidente Bolsonaro, que foi contra a distribuição gratuita do produto.


Conforme explicado por Michele da Silva, diretora de Proteção Social Básica, da Secretaria de Assistência Social, mais de 40 mulheres já foram atendidas pelo projeto. “Essas 40 mulheres estão sendo atendidas de forma fixa, e há também algumas mulheres que atendemos de forma isolada e pontual que buscaram o produto para somente aquele momento, e não voltaram mais”, revela Michele.


A diretora ainda pontua que um dos desafios nesse momento está sendo na busca por mais mulheres, pois ela percebe que algumas tem uma certa vergonha de buscar o abosrvente. “Percebemos até mesmo um certo preconceito das mulheres em procurar o serviço por conta dessa questão ainda ser uma discussão nova na sociedade”, relata.


Michele comentou que o órgão municipal está fazendo um trabalho de aproximação e cuidado através dos atendimentos individualizados nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), além da divulgação do serviço por meio do WhatsApp e mídias sociais. “Nós sempre prezamos por um espaço de acolhimento para atendermos e superarmos essas dificuldades, inclusive mesmos aquelas mulheres que não vêm para essa busca”, informa.


Para a diretora é importante as mulheres entenderem que esse é um direito delas, e não há vergonha em buscar esse auxílio se houver a necessidade. “Está sendo feito um trabalho de aproximação com elas. Para as mulheres que precisam desse atendimento, peço que busquem mesmo esse serviço para que, assim, possamos romper essa barreira da vergonha e destinar esse direito para todas que precisam”, pediu Michele.


Inicialmente, o município recebeu uma primeira compra de 400 absorventes. As entregas são realizadas em todos os CRAS e CREAS da cidade e alguns órgãos, como a Procuradoria da Mulher, também ajudam encaminhando as demandas para o setor social. Para mais informações entre em contato com os Centros de Referências de Rolândia.


O CRAS Arnaldo Garcia (Saguaragi, 515 – Vila Oliveira) atende das 8h às 17 h e tem como telefone de contato o (43) 3255-2730. O CRAS Regina Maura Oliveira (Francisco Ramos Pereira, s/n – San Fernando) atende das 8 h às 17 e seu telefone é o (43) 3906-1015. O CRAS Luiz Picinin fica na rua Ivaí, s/n, no jardim Nobre, e tem como horário de atendimento das 8h às 17h e como telefone o (43) 3906 1097.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Social

Show ‘vira’ leite para o HSR

O produto é resultado da festa ‘Sunset’, realizada no Employer Eventos com o cantor Ratto No último dia 20, o Hospital São Rafael recebeu a