Pesquisar
Close this search box.

Atraídos pelo amor

Por Humberto Xavier Rodrigues

Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 2 Coríntios 5:14-15.

Foi no cenário de um reino, permeado de amor, que o generoso sentimento de partilhar esse amor com o mundo veio a existir. Naturalmente, não poderia mesmo ser de modo diferente, pois não é da natureza de Deus guardá-lo para si mesmo.


O amor insiste em partilhar. Portanto, do amor de Deus nasceu o propósito de formar uma nova raça que pudesse participar de um reino cuja essência é o amor. Nenhuma mente, por mais brilhante que seja, pode definir tal amor. Ele nos ama, Ele simplesmente nos ama, porque Ele é amor.


Esse amor não foi e nunca poderia ser alguma coisa delicada, sentimental ou insípido. Antes, é com resplendor incandescente de um diamante que nos atrai e nos constrange. Nós, homens da terra, mal podemos conceber esta demonstração do amor de Deus: De longe se me deixou ver o Senhor, dizendo: Com amor eterno eu te amei; por isso, com benignidade te atraí. Jeremias 31:3


Quando olhamos para o Senhor Jesus sendo levantado naquela cruz para ser crucificado, morrendo especificamente, por mim e por você, com certeza, veremos o único e suficiente fundamento para a nossa fé no perdão de Deus, que é cheio de graça e de amor. Esse Amor nos constrange e nos faz morrer Nele, para sairmos de nós mesmos e nos “perdermos” Nele.


O Apóstolo Paulo fala aos crentes de Corinto como carta de Cristo. Eles são a sua carta de recomendação, a impressionante prova do poder vivo da palavra de Deus na vida deles. Eles são a carta de recomendação de Cristo, que foi escrita em tábuas de carne do coração pelo poder do Espírito Santo, porque a letra mata, como regra imposta ao homem.


Vós sois a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos os homens, estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações. II Coríntios 3:2-3. Que o Espírito Santo fale em nossos corações, na revelação de Jesus. Amém!!!

Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia.

Picture of Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

literatura

Rabos literalmente presos

Sobrelinhas – por Maria Fernanda Teixeira de Toledo Quem não tem rabo preso que atire a primeira pedra! Agora, cá entre nós… o que te

literatura

No País das Maravilhas?

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein É bem provável que você já tenha assistido à versão dos Estúdios Disney do livro clássico de Lewis Carroll ‘Alice

Religião

Andar em Cristo

Por Humberto Xavier Rodrigues Ao entregamos nossas vidas ao Senhor, tudo o mais não é senão um conhecimento do que Ele é em nós, como