Pesquisar
Close this search box.

Livre-arbítrio

Por Humberto Xavier Rodrigues

O homem foi criado à imagem de Deus, foi colocado no lugar perfeito, foi-lhe concedida a oportunidade de ter perfeita comunhão com seu Criador e de participar da glória de Deus. Todavia, tudo isto foi dado sob uma condição, a saber, que o homem exercesse voluntariamente seu livre-arbítrio.


Vê-se, pois, que o amor não voluntário não é amor. Porque “Deus é amor”. Ele criou o homem à sua própria imagem, de sorte que Ele, Deus, pudesse gozar de camaradagem com o homem e ter comunhão com o mesmo. Por isso, se fez necessário conceder livre-arbítrio ao homem como prova de seu amor espontâneo.


Não obstante, este estado de amor e obediência não durou muito tempo. Satanás levou o homem a duvidar da palavra de Deus e, assim, Adão usou seu livre-arbítrio para desobedecer à ordem de Deus. Mas a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o Senhor Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Gênesis 3:1.


Por dar ouvidos a Satanás, o primeiro homem, Adão caiu. Por ser Adão, o cabeça de todos os homens, a sua desobediência passou para todos os homens. Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.
(Romanos 5:12.)


Portanto, somos herdeiros de uma natureza pecaminosa, em razão disto, cometemos pecados porque somos pecadores. Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe. Salmos 51:5. Mas, Deus, em sua infinita misericórdia, na Pessoa de seu Filho, e na plenitude dos tempos veio ao encontro do homem. E, Como Homem, tornou-se o representante de todos os homens.


E, como fruto do Seu amor, a nossa dívida foi perdoada. Não só perdoada, mas esquecida: Pois, para com as suas iniqüidades, usarei de misericórdia e dos seus pecados jamais me lembrarei.
(Hebreus 8:12)

O pecado entrou por um só homem, mas o perdão também entrou por meio de um só: Jesus, o Filho de Deus, que foi dado a nós para nos perdoar. Assim, a boa notícia é que, o pecador com sua natureza pecaminosa foi crucificado com Cristo. Podendo confessar: “Eu estou crucificado com Cristo”. Que o Espírito Santo fale em nossos corações.

Amém!!!

Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia.

Picture of Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

literatura

Rabos literalmente presos

Sobrelinhas – por Maria Fernanda Teixeira de Toledo Quem não tem rabo preso que atire a primeira pedra! Agora, cá entre nós… o que te

literatura

No País das Maravilhas?

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein É bem provável que você já tenha assistido à versão dos Estúdios Disney do livro clássico de Lewis Carroll ‘Alice

Religião

Andar em Cristo

Por Humberto Xavier Rodrigues Ao entregamos nossas vidas ao Senhor, tudo o mais não é senão um conhecimento do que Ele é em nós, como