Pesquisar
Close this search box.

Quando a ‘Cabana’ desaba

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Religião
  8. /
  9. Quando a ‘Cabana’ desaba

Por Humberto Xavier Rodrigues

São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco: importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos. Lucas 24:44

A Bíblia é a revelação da Pessoa de Jesus Cristo. A Palavra de Deus é uma galeria de arte adornada com tributos ao bendito Cristo de Deus, o Salvador da humanidade. Numa parte dela, vemos um retrato Daquele que há de vir; noutra parte, detalhes de Sua história, noutro lugar nos é mostrado o Cordeiro, cujo sangue derramado aponta para o sacrifício que haveria de ser realizado.


Em outro trecho, vemos uma pessoa ou evento tipificando Aquele que é o maior entre todas as pessoas. Ora uma parábola, ora um poema. Numa ocasião, uma lição; noutra, uma narrativa; em outra, uma explicação ou exposição revelando significados ocultos ao longo das eras, os quais aguardavam a chave para que fossem desvendados.


Mas, seja qual for a forma ou aspecto – um fato, uma ilustração, profecia, história, parábola, milagre, tipo ou antítipo sempre haverá olhos capazes de discernir a verdade para a qual esses tipos, eventos e figuras apontam para o Senhor Jesus Cristo.


O fato é que, a cada dezessete versículos da Bíblia, seja por tipo, seja por parábola, seja por um milagre ou alegoria, fala de Cristo. Neste caso, se não vemos Cristo em nossa leitura diária da palavra de Deus, não encontraremos o verdadeiro sentido que nos foi dado em Sua própria Palavra.


O verdadeiro propósito de Deus é que encontremos o Seu Filho nas Sagradas Escrituras. Não há uma virtude sequer que não seja uma mostra do Seu amor, graça e formosura que não seja um reflexo ou descrição da Sua beleza.


Quão sublime é a graciosidade de Deus – Graça que se manifestou perdoadora a todos os homens! Quem é Deus perdoador como Tu és? Ou quem tem a graça tão rica e sem preço? Perdidos de admiração, com trêmula alegria!


Que bom seria se um dia o homem deparasse com a penúria de sua “cabana”, particularmente, a profundeza de sua miséria e fosse a Deus, através de Jesus para obter a sua verdadeira satisfação: Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida. Apocalipse 22:17. Que tenhamos olhos abertos para vermos Jesus. Amém!!!

Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia.

Picture of Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

literatura

Coisas do coração

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein “O coração fica sempre no mesmo lugar?”. Essa é a pergunta que a curiosa Valentina faz para sua mãe, bem

literatura

Rabos literalmente presos

Sobrelinhas – por Maria Fernanda Teixeira de Toledo Quem não tem rabo preso que atire a primeira pedra! Agora, cá entre nós… o que te

literatura

No País das Maravilhas?

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein É bem provável que você já tenha assistido à versão dos Estúdios Disney do livro clássico de Lewis Carroll ‘Alice

Religião

Andar em Cristo

Por Humberto Xavier Rodrigues Ao entregamos nossas vidas ao Senhor, tudo o mais não é senão um conhecimento do que Ele é em nós, como