Pesquisar
Close this search box.

Somos um simples veludo negro

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Religião
  8. /
  9. Somos um simples veludo...

Por Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia

Dado que o homem tem que se encontrar com Deus num terreno absolutamente novo, e sobre um princípio, a saber, a fé; e esta fé habilita-o a compreender o caráter de Deus como o doador de uma nova vida. Vida essa para além do poder da morte. De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam. Hebreus 11:6.


A vida eterna é conhecer Deus, diametralmente, não conhecê-Lo significa morte. E, se a possuímos, a saber, a vida eterna, seremos por essa governados ou movidos a conhecer Deus por toda eternidade. Tudo isto implica que Cristo está em nós e que somos “santuário móvel de Deus”.


Agora, nos encontramos em Cristo e Cristo em nós: Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. João 15:4. O poder da vida que está em nós rompe com tudo aquilo que é antigo. Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva. João 7:38.


O nascido de novo é possuidor de uma nova vida, uma vida Divina – a própria vida eterna, sendo o Senhor Jesus a nossa vida. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória (Colossenses 3:1-4).


Para o apóstolo Paulo, o nascido de novo é como um espelho, porque reflete fielmente ao redor de si cada raio da “glória de Deus na face de Cristo”. Que tesouro era para Paulo e para todos os que creem essa experiência! O nascido de novo é apenas um vaso de barro que contém esse tesouro: Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. 2 Coríntios 4:7.


Se o instrumento de Deus se fizesse notar através de brilhantes qualidades humanas, ele chamaria a atenção para si mesmo – o vaso de barro – em detrimento do tesouro que nele está. Os joalheiros sabem que um estojo muito luxuoso tende a eclipsar a joia nele contido. No entanto, eles expõem suas mais belas joias sobre um simples veludo negro.


Assim era a vida do apóstolo Paulo estava atribulado, perplexo, perseguido, abatido e fraco para que o tesouro – a vida de Cristo nele – fosse plenamente visto, e não ele.

Amém!!!

Picture of Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Só Jesus pode nos ajudar

Por Humberto Xavier Rodrigues Como está escrito: Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se

literatura

CAÇANDO TEMPO

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein Se tem algo que definitivamente nos atropela é o tempo. Impiedoso, ele parece transformar dias, horas minutos em meros segundos.

literatura

Coisas do coração

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein “O coração fica sempre no mesmo lugar?”. Essa é a pergunta que a curiosa Valentina faz para sua mãe, bem